Tag Archives: Paris

Para Se Inspirar: Audrey Tautou

3 maio

Audrey Justine Tautou, tem 34 anos e é muito conhecida por um dos filmes mais cults desse século: “O Fabuloso Destino de Amèlie Poulain”. Com um rosto extremamente delicado e um estilo bem simples e clássico, ela sabe como usar o estilo francês à seu favor. Ao viver Coco Chanel nos cinemas em “Coco antes de Chanel”, conquistou o coração das fashionistas, e deu tal vida a Coco, como se uma fizesse parte da outra.

Ela tem um ótimo gosto ao se vestir, sempre mesclando o clássico, com poucas peças mais modernas e frescas. Com 1,60, pode dar o exemplo de como se vestir há muitas brasileiras, já que faz bem, o estilo mignon. Sempre abusa de vestidos estruturados, para dar curvas ao corpo.

Elegância é sua palavra de ordem, mas ela prova que nem só de saltos se faz uma mulher cheia de classe, em seus pés se vê muitas vezes sapatilhas, sim com os pés bem próximos do chão ela se tornou um ícone de moda e rosto de marcas consagradas, como a própria Chanel. Em seu vestuário impera as cores neutras e azuis marinhos, num jeitinho bem navy. Ela adora contrapor o romântico, ao pesado, o rocker ao camponesa. Ela é uma mistura de estilos, que fazem Tautou ser tão expressiva até mesmo no jeito de se vestir.

Os cabelos quase sempre curtissimos e em corte moderno, são já sua marca. Na maquiagem ela prefere batons em cor vinho ou vermelho, e o rosto com cara de saúde, priorizando a sombra amarronzada nos olhos para dar maior profundidade ao olhar.

Ela é cheia de charme!

Beijos

Vivianne Becker

Anúncios

Mania de Pipoca: A invenção de Hugo Cabret

8 abr

Um filme poético, com toda a beleza necessária a uma grande história. Entrou para a lista dos meus filmes prediletos desde o dia em que o vi. Tudo foi muito bem planejado por Martin Scorsese, o roteiro, o figurino, a fotografia, os cenários, a magia que envolve a história. É de filmes assim que precisamos no mundo difícil em que vivemos, filmes que nos façam sonhar! E este filme é mesmo sobre sonhos e descobertas, sobre reviravoltas que a vida pode dar e mistérios que nos levam ao caminho certo.

 “Se o mundo fosse uma grande máquina eu não poderia ser uma peça sobressalente.”

Com frases de efeito e uma história comovedora,  homenageando  o pai dos efeitos especiais Georges Méliès, que realmente existiu, e produziu mais de 500 filmes, sendo o mais famoso dele Le voyage dans la lune (Viagem à lua) de 1902, de onde vem o desenho que é uma peça importante da história.

Um elenco maravilhoso recheado por Jude Law, Asa Butterfield, Ben KingsleyBorat Sacha Baron CohenChloë Grace Moretz.

Na Paris pós Primeira Guerra Mundial, Hugo Cabret (Asa), vive sozinho na estação de trem da cidade, acertando os relógios, trabalho de seu tio alcoólatra que o abandona. Seu único alento é um autômato (espécie de robô do inicio do século xx), que seu pai (Jude Law) deixa para ele antes de sua morte. Ele acredita que consertando o autômato ele terá uma mensagem importante de seu pai. Na busca das peças ele descobre muitas coisas sobre si mesmo e sobre as pessoas que o rodeiam.

Nesse caminho para a descoberta de sua vida ele conhece o cineasta Méliès (Kingsley) e sua sobrinha Isabelle (Moretz). O filme mostra que realmente ninguém é uma peça sobressalente e que todos necessitam dos outros para sermos felizes.

Eu adorei o filme e cada vez que o assisto aprendo um pouco mais com a perseverança e crença na vida que Hugo cabret possui. uma grande obra de Scorsese, para se guardar e assistir muitas e muitas vezes!

 

“Gosto de imaginar que o mundo é uma grande máquina. Você sabe, máquinas nunca tem partes extras. Elas têm o número e tipo exato das partes que precisam. Então imagino que se o mundo é uma grande máquina, eu também estou nele por algum motivo. E isso significa que você também está aqui por alguma razão.”

Feliz páscoa a todos!

Beijos,

Vivianne Becker

Parisienses e seu charme de estilo!

29 fev

Eu amo Paris, e isso é muito clichê, aposto que não existe uma garota, principalmente ligada em moda que não ame essa cidade! Mas eu também amo, e ponto. E suspiro toda vez que eu vejo uma Parisiense passeando pelas ruas de Paris com echárpes e todo aquele glamour que sua aura emana! Morei na Europa e foi uma experiência incomparável, e com certeza na primeira oportunidade viverei essa experiência novamente.

Todas as européias se vestem muito bem, deve ser o clima mais ameno, porém em Paris há um mistério, pois todas elas conseguem o look perfeito sem muito esforço!

Estou louca para comprar  o livro “A Parisiense – O guia de estilo de Ines de la Fressange“, parece ser ótimo e lá ela entrega algumas dicas para nós nos inspirarmos no estilo dessas mulheres que sempre ditam a moda das ruas.

Musa do estilista Karl Lagerfeld, da Chanel, e ex-modelo (ela de vez em quando ainda se aventura na passarela da grife), Ines é uma bonitona que já passou dos 50. O livro, que já está na lista dos mais vendidos no Brasil, no entanto, é ilustrado com fotos de sua filha Nine, 17, um “clone” juvenil da autora.

As parisienses não curtem muito frufru, elas amam o estilo boyfriend, e deve ser isso que dá tanta diferença no modo de se vestir delas, porém elas sabem usar de um jeito muito feminino. As bases são o conforto, a praticidade e o charme.

Looks Atuais

 

Elas gostam de praticidade e conforto, pois como no Brasil, lá se bate muita perna, na Europa eles tem uma cultura menor de carros, e tudo se faz de metrô, quando não há estações por perto é andando que se vai longe, e por isso o uso de botas sem salto, sapatilhas e flats, mas tudo com muito estilo, claro!

O Blazer é algo que toda fashionista usa, porém a francesa só usa com calça jeans, Fressange diz que tem que ser um blazer com um corte masculino meio feminino, esse toque você que tem que conseguir.

Pele Fake Please!

 

Se você quer ter um pouco de estilo parisiense. não pode esquecer de ter em seu guarda-roupa: Um trench coat, um suéter azul marinho, camisetas de cores neutras, o pretinho básico, o jeans perfeito e a jaqueta de couro.

O jeans preferido das Parisienses é o de corte reto, por que é o mais fácil de combinar com tudo, já o das fashionistas é o skinny ou boyfriend.

O pretinho básico de uma garota de Paris é o que alia sensualidade à elegância, simples de usar e fácil de combinar com tudo.

A Parisiense não gosta de um visual convencional, por isso adora jaquetas de couro, quanto mais surradas melhor, por isso preferem as de couro marrom.

Os suéteres fazem parte da lista pois são arrumados sem parecer sérios, o look fica completo com um jeans branco, fica tão passeio no Louvre!

Look perfeito: a masculinidade das peças dando o charme a moça.

Todas as peças listadas nunca saem de moda, então são ótimos artigos para investimento para este próximo inverno.

O Trench Coat sempre é usado sem afivelar, pois tem que ter aquela cara de que sou linda naturalmente, que todas as parisienses passam.

Os cabelos são um charme a parte na cidade luz, a maioria dela tem um corte curto e prático, mostrando um pouco a nuca.

A parisiense usa da simplicidade para obter um dos estilos mais perfeitos, gosta de compor sempre o feminino com o masculino e o paraíso sempre está nos detalhes usados.

E seguindo as dicas de Fressange descobrimos que menos é mais mesmo e que a elegância precisa de pouco.

Dicas do livro " A parisiense"

Imagens do blog http://makingmagique.com

 

E vocês tem algum artigo listado? Gostam do estilo?

Beijos meus amores, tenham uma ótima Quarta!!!

Vivianne Becker